A ERA ILHA PLATE! DEPOIS DE VENCER A COPA DA LIGA, OS INSULANOS VENCEM O MUNICIPAL.

05/01/2020
general.news_image

Depois de 2 semifinais eletrizantes, Ilha Plate e Leões Imperiais chegaram a grande final do Municipal. Ilha e Leões haviam se enfrentado 4 vezes na temporada, e cada um venceu 2 vezes, com uma pequena vantagem para os insulanos que eliminaram o Leões na Copa da Liga. Vamos ao capítulo final dessa história.

O confronto final começou do mesmo jeito que os anteriores, pegando fogo. Logo no início, Brenner Cão bateu a falta com um foguete, a bola desviou em Lipão e foi parar na rede do gol do Ilha Plate. Leões 1x0, aos 5 minutos.

A mulecada de Rio das Pedras nem conseguiu comemorar a vantagem, já que logo na saída de bola, após tabela entre Lipão e Zé Renato, Lipão apenas colocou fora do alcance de Tubarão, empatando o confronto.

O empate deu confiança ao Ilha, que conseguia manter a posse de bola, enquanto o Leões tentava mais na base do contra ataque, e num desses, Leo Garcia chutou forte e a bola bateu na rede pelo lado de fora, dando a impressão de gol aos seus torcedores que lotavam a Arena Esportiva Rio.

Aos 11 minutos, após bela troca de passes, Zé Renato novamente serviu Lipão, que chutou forte, colocando o Ilha Plate na frente do placar.

Após nova saída de bola, o Leões tentou mais uma investida no campo de ataque, mas sofreu do seu próprio veneno, e tomou um contra ataque fatal do Ilha, Zé Renato, sempre ele, deu nova assistência, e Luan Silva chutou forte entre a trave e Tubarão, aumentando a vantagem dos insulanos. 

O Ilha Plate estava a vontade em campo, enquanto o Leões parecia ter sentido o golpe, após levar a virada em apenas 7 minutos. O jogo seguiu até o fim do primeiro tempo com bastante trocas de passes das 2 equipes, mas nenhuma chance clara de gol.

No intervalo, a comissão técnica do Leões, injetou um novo ânimo na equipe, e eles voltaram com outra postura.

Já no início, o Leões criou 2 boas chances, mas Guilherme conseguiu evitar com bastante segurança. O Ilha Plate que dominou boa parte do primeiro tempo, já não conseguia criar jogadas, enquanto o Leões crescia na partida.

O Leões incomodava cada vez, e após chute de fora da área, a bola desviou e parecia que tinha destino certo, mas Guilherme fez milagre e tocou na bola, que caprichosamente bateu na trave e não entrou.

Logo após esse lance de perigo, o Leões sofreu um duro golpe. Neiva recebeu uma bola no campo de ataque, conseguiu driblar seu marcador com uma linda caneta, e acertou um míssel que explodiu nas redes de Tubarão. Ilha Plate 4x1, e parecia que a final estava decidida.

Mas quem conhece o Leões, sabe que essa equipe não desiste até o apito final. Os Imperiais foram para o tudo ou nada, e aos 19 minutos, após bate-rebate na área, Dariel diminuiu o placar, e foi buscar a bola dentro do gol para nova saída.

Os minutos finais foram eletrizantes, disputado praticamente todo no campo de defesa do Ilha Plate, uma pressão enorme do Leões, e aos 24 minutos, Emanuel, em boa jogada individual, achou um chute improvável e com muita categoria fora do alcance de Guilherme. Que jogaço, digno de final. 

Ao Leões restava poucos minutos, e precisava de pelo menos mais um gol para levar para o desempate, e teve mais uma chance já nos acréscimos com Rodolfo que chutou forte, mas Guilherme mergulhou para mais uma defesa.

Após o lance, se escutou o som do apito da arbitragem encerrando o jogo que deu o título ao Ilha Plate!

Parabéns, Ilha Plate pela dobradinha! Parabéns, Leões Imperiais pela campanha!